Curta e Siga


A fase maníaca do transtorno bipolar




Olá! Eu sou a Dani e esse texto fala sobre A fase maníaca do transtorno bipolar.



O transtorno afetivo bipolar consiste na alternância de dois estados de humor opostos, a mania e a depressão. A mania é marcada por uma euforia intensa, com agitação, aumento de energia e sensação de grandeza, enquanto a depressão cursa com tristeza, apatia, prostração, falta de prazer, dentre outros sintomas. A duração dessas fases varia de acordo com as condições de cada caso.  

O principal sintoma de mania é um estado de humor elevado e expansivo, eufórico ou irritável. Nas fases iniciais da crise a pessoa pode sentir-se mais alegre, sociável, activa, faladora, auto-confiante, inteligente e criativa. Com a elevação progressiva do humor e a aceleração psíquica podem surgir alguns ou todos os seguintes sintomas:

  • Irritabilidade extrema; a pessoa torna-se exigente e zanga-se quando os outros não acatam os seus desejos e vontades;
  • Alterações emocionais súbitas e imprevisíveis, os pensamentos aceleram-se, a fala é muito rápida, com mudanças frequentes de assunto;
  • Reação excessiva a estímulos, interpretação errada de acontecimentos, irritação com pequenas coisas, levando a mal comentários banais;
  • Aumento de interesse em diversas actividades, despesas excessivas, dívidas e ofertas exageradas;
  • Grandiosidade, aumento do amor próprio. A pessoa, pode sentir-se melhor e mais poderosa do que toda gente;
  • Energia excessiva, possibilitando uma hiperactividade ininterrupta;
  • Diminuição da necessidade de dormir;
  • Aumento da vontade sexual, comportamento desinibido com escolhas inadequadas;
  • Incapacidade em reconhecer a doença, tendência a recusar o tratamento e a culpar os outros pelo que corre mal;
  • Perda da noção da realidade, ideias estranhas (delírios) e «vozes»;
  • Abuso de álcool e de substâncias.

A hipomania é um quadro mais leve de mania, com sintomas menos graves e que interferem menos no dia-a-dia da pessoa, podendo haver tagarelice, maior disposição, impaciência, mais sociabilidade, iniciativa e energia para realizar atividades diárias.

A pessoa com transtorno bipolar vive alternâncias de humor entre crises de mania ou hipomania e depressão. Geralmente, quando alterna entre episódios de mania e depressão, a doença é classificada com transtorno Bipolar tipo 1. Já quando alterna entre hipomania e depressão, é classificada como Transtorno Bipolar tipo 2.

Na fase de mania, os sintomas geralmente surgem subitamente e evoluem rápido, ao longo de poucos dias. Após instalada, a duração dessa fase pode variar de caso a caso, sendo que um episódio maníaco não tratado pode durar de algumas semanas a cerca de 3 a 4 meses.

Para o evento ser caracterizado como mania, é necessário haver pelo menos 3 sintomas, que devem durar pelo menos 7 dias e persistir a maior parte do dia, ou nos casos em que são tão graves a ponto de necessitar de internação hospitalar.

Não há nenhum tratamento para transtorno bipolar que cure a doença por completo. No entanto, há grandes possibilidades de controlar a doença, através de medicamentos estabilizadores do humor, cuja ação terapêutica diminui muito a probabilidade de recaídas, tanto das crises de depressão como de mania.

Para finalizar, vou te indicar o e-book O QUE É TRANSTORNO BIPOLAR DE HUMOR? que oferece um conjunto de informações sobre o Transtorno bipolar e as várias circunstâncias com as quais o portador poderá ter de se confrontar. Aborda aspectos além dos sintomas a serem considerados para o entendimento da doença, mas também respostas das perguntas mais frequentes sobre o assunto. Saiba mais clicando aqui!


Espero que você tenha gostado da abordagem. Segue a gente nas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, e no Youtube. Entre no grupo do Whatsappe no grupo do Telegram

Deixe seu comentário e nos marque(@Sua Saúde) pra gente ver:

Nenhum comentário