Curta e Siga


Tratamentos alternativos para o Transtorno Bipolar




Olá! Eu sou a Dani e esse texto fala sobre Tratamentos alternativos para o Transtorno Bipolar.




Uma montanha-russa emocional, cujos trilhos levam tanto à depressão quanto à euforia. Para as vítimas do transtorno bipolar, a vida é um revezamento de sentimentos e sensações, muitas vezes extremamente debilitantes.

A bipolaridade possui sintomas muito característicos de outros problemas mentais como depressão e ansiedade, dificultando o diagnóstico que, na maioria das vezes, é feito de forma errônea por parte dos profissionais de saúde.

E, quando se diagnostica corretamente, grande parte dos pacientes já aprendeu a conviver com o problema e não acha que possua algo que requeira tratamento, o que é uma conduta extremamente perigosa, pois só o tratamento adequado pode garantir uma vida normal a quem sofre com bipolaridade.

O tratamento natural para o transtorno bipolar complementa-o, mas não substitui o tratamento clínico, e tem como objetivo evitar o estresse e a ansiedade, fazendo com que a pessoa se sinta mais equilibrada, evitando as crises.

Por conta de sua característica natural, emocional e até mesmo espiritual, os tratamentos para depressão e demais transtornos influenciam, principalmente, nossas crenças, pensamentos, autoestima, perspectiva de vida e humor. 

Em síntese, as terapias alternativas atuam em questões emocionais as quais agravam as condições de doenças físicas e psicológicas. Se não forem tratados adequadamente, o estresse, ansiedade, nervosismo, desânimo, e a tristeza podem resultar nos mais variados transtornos mentais.


Massoterapia

As massagens podem aliviar os níveis de ansiedade e estresse, dois fatores que podem agravar os sintomas do transtorno bipolar. Ao receber uma massagem, seu corpo libera ocitocina, que pode trazer calma e reduzir os sintomas da bipolaridade.

A massagem é benéfica no tratamento por diversos motivos. Pessoas com transtorno de bipolaridade devem ser regradas, cuidando bem de si mesmas, com um ciclo regular de sono; a massagem facilita tudo isso. A liberação de ocitocina, o hormônio que causa sensação de bem-estar, ajuda a diminuir a quantidade de cortisol no seu organismo e reduz o estresse.

Acupuntura

A acupuntura é uma prática tradicional chinesa que trabalha com a inserção de agulhas esterilizadas na pele em pontos estratégicos para balançar o "chi", conhecido como força da vida. Esse tratamento estimula a circulação sanguínea e libera analgésicos naturais no corpo.
  • A acupuntura é uma prática segura, que pode ser usada junto à terapia médica para o transtorno bipolar.
  • Sessões semanais de acupuntura podem reduzir significativamente os sintomas do transtorno bipolar.
  • Explique ao seu acupunturista que você obteve o diagnóstico de transtorno bipolar para que ele possa direcionar seu tratamento da forma mais eficaz.

Exercício Físico

Exercite-se para liberar endorfinas. Ao se exercitar, seu corpo libera elementos químicos responsáveis por melhorar seu humor e deixar você mais feliz. As endorfinas podem ajudar, concomitantemente, no combate à depressão.
  • A depressão é a forma dominante do transtorno bipolar e nem todo mundo apresenta mania. Na verdade, a hipomania, que é uma forma mais sutil da mania, é caracterizada pela excitação, júbilo, vontade de falar e irritabilidade, e geralmente acompanha a depressão no transtorno bipolar, sendo mais comum em mulheres.
  • Se você sente que está prestes a ter um episódio de depressão, saia para correr, para andar de bicicleta ou realizar qualquer outra atividade física. As endorfinas que serão liberadas com as atividades ajudarão a aliviar os sintomas.

Assim, pessoas com transtorno bipolar devem praticar exercício regular como ioga, pilates ou fazer caminhadas relaxantes, ter uma atividade de lazer, como assistir filmes, ler, pintar ou cuidar do jardim, ou ter uma alimentação saudável, evitando consumir produtos industrializados.


No e-book "Afinal, o que é transtorno bipolar?", não se fala simplesmente sobre as alterações de humor normais que as pessoas experienciam em resposta aos pontos altos e baixos de suas vidas. Mas sim, de  um transtorno crônico e complexo caracterizado por episódios de depressão, mania ou hipomania. Clique aqui e saiba mais!


Espero que você tenha gostado da abordagem. Segue a gente nas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, e no Youtube. Entre no grupo do Whatsappe no grupo do Telegram

Deixe seu comentário e nos marque(@Sua Saúde) pra gente ver:

Nenhum comentário